Blog

Um passeio pela Nova York do punk – Parte 8 – Casa da Madonna e Albert Garden’s


(Quarto andar desse prédio, onde tudo começou a acontecer para Madonna)

Em 1978, Madonna chegou a Nova York com U$ 35 no bolso, um casaco e uma mala e disse pro taxista: “Me largue no meio de tudo”. Ele a deixou na Times Square. Mas ela encontrou abrigo neste prédio da região, que era o centro punk à ocasião e das drogas – logo, com aluguel mais barato.

Trabalhou como garçonete, dançarina, formou um grupo onde tocava bateria e cantava e o resto é história.

Duas ruas pra baixo está o muro imortalizado na capa do primeiro disco dos Ramones. A história é que eles estavam com o fotógrafo na 2ª Avenida e resolveram procurar um lugar para baterem as fotos. Dobraram a primeira rua e meia-quadra depois o baixista Dee Dee disse que estava cansado de procurar e que fizessem logo ali. E assim foi.

No dia 30/11/2003 a esquina da 2nd com a Bowery, ali ao lado, foi batizada Joey Ramone Place, a apenas uma quadra do CBGBs e do apartamento que Joey dividiu com Dee Dee e o artista Arturo Vega.

(Spot escolhido para a foto da capa do primeiro disco dos Ramones)

(A tal da capa dos Ramones – Johnny, Marky, Joey e Dee Dee (da esq. para dir.))

(E a esquina que Joey tanto amou foi batizada em sua homenagem)

Veja mais deste passeio:

Apartamento de Joey Ramone

Continental

St. Marks Place

Fillmore East

Physical Graffiti Building

Mural do Joe Strummer

Casas de Charlie Parker e Iggy Pop

Please follow and like us:

6 thoughts on “Um passeio pela Nova York do punk – Parte 8 – Casa da Madonna e Albert Garden’s

  1. Só para ver se eu entendi direito: o muro da foto da capa do 1º álbum dos Ramones é aquele muro acizentado lá no fundo da foto, lá no fim do tal Albert’s Gardens?

  2. Muito legal, nunca tinha vindo nesse blog. Parabéns! Vou voltar sempre. Só uma curiosidade você chegou a entrar no prédio em que o Joey Ramone morou?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *