Uncategorized

Morrissey é (muito) maior que The Smiths

Tenho, atualmente, um horário certo para ouvir música: quando venho ou volto do trabalho a pé. Em meia hora consigo repassar um álbum novo, ou saborear algo antigo, perdido nos milhares de arquivos em MP3.
Hoje vim executando a segunda opção com algo não tão antigo, mas deliciosamente saboroso – o disco ao vivo no Holliwood Bowl que acompanha o Greatest Hits do Morrissey.
Que nenhum indie de carteirinha me ouça, mas Morrissey é muito melhor e maior que The Smiths. Ele deve saber disso, por conta da recusa em sequer aventar a possibilidade do retorno da banda. Desprezou oferta de milhões de dólares (mas muitos milhões mesmo), e disse que prefere algo como uma morte lenta e dolorosa a voltar ao palco com o nome do grupo.
As músicas da sua banda anterior que inclui no show ganham um charme que inexistia – “How Soon is Now”, “Bigmouth Strikes Again”, “There’s a Light That Never Goes Out”. E quando se propõe a lançar coisas novas, os trabalhos igualmente são bem melhores até do que os clássicos Smithianos, como Queen is Dead e Meat is Murder.
O novo, Years of Refusal, é uma obra-prima. Assim como You’re the Quarry.
E o cara ainda é vegetariano e defensor da causa animal (veja as fotos abaixo).
Pena que ele promete pendurar o microfone em breve.

Please follow and like us: